segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Futurismo

Fundado pelo poeta italiano Filippo Tommaso Marinetti, foi publicada em em Paris em 1909 na página do jornal Le Figaro, um manifesto repleto de frases radicais e que mostrava as alegrias do futurismo e a aceitação entusiástica do moderno e o mundo tecnológico: máquinas, produção em série, velocidade, eletricidade, dinamismo, guerra, destruição de tudo o que era velho assim demolindo o passado e toda a tradição

"Queremos destruir os museus, as bibliotecas e as academias de todas as espécies, e combater o moralismo, o feminismo e todas as torpezas oportunistas e utilitárias. Cantaremos as grandes multidões excitadas pelo trabalho, o prazer ou os motins, as marés multicoloridas e de milhares de vozes da revolução em capitais modernas. Cantaremos a incandescência noturna e vibrante de arsenais e estaleiros, resplandecendo sob luares elétricos, as vorazes estações devorando suas fumegantes serpentes...as locomotivas de peitorais robustos que escavam o solo de seus trilhos como enormes cavalos de aço que têm por arreios, poderosas bielas motrizes, e o vôo suave dos aviões, suas hélices açoitadas pelo vento como bandeiras e parecendo bater palmas de aprovação, qual multidão entusiástica. Lançamos da Itália para o mundo este nosso manifesto de violência irrefreável e incendiária, com o qual fundamos hoje o Futurismo, porque queremos libertar esta terra do fétido câncer de professores, arqueólogos, guias e antiquários."

Este primeiro manifesto, fundador do Futurismo, exalta a ação, a violência, a força, a agressão, o dinamismo, a velocidade, a transformação.




Algumas características do Futurismo:
- Desvalorização da tradição e do moralismo;
- Valorização do desenvolvimento industrial e tecnológico;
- Propaganda como principal forma de comunicação;
- Uso de onomatopéias (palavras com sonoridade que imitam ruídos, vozes, sons de objetos) nas poesias;
- Poesias com uso de frases fragmentadas para passar a idéia de velocidade;
- Pinturas com uso de cores vivas e contrastes. Sobreposição de imagens, traços e pequenas deformações para passar a idéia de movimento e dinamismo;


Alguns artistas do Futurismo:
Giacomo Balla, Umberto Boccioni, Carlo Carrà

Alguns exemplos do Futurismo

Carlo Carrà - Uscita dal Teatro

Umberto Boccioni - Fábricas em porta romana, 1909

Giacomo Balla - Poste e iluminação, 1909

Giacomo Balla - Dia de um trabalhador, 1904

Umberto Boccioni - A cidade se levanta, 1910

Giacomo Balla - Jovem na sacada,1912

Giacomo Balla - Transformação espiritual,1918



Referências:
http://www.suapesquisa.com/artesliteratura/futurismo.htm
http://www.brasilescola.com/artes/futurismo.htm
http://www.caleidoscopio.art.br/cultural/artes-plasticas/vanguardas-artisticas/futurismo.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário